Pesquisar Postagens

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Celidossauro


O Celidossauro foi um dinossauro herbívoro que viveu no princípio do período Jurássico, há mais de 200 milhões de anos, onde hoje é a Europa e a América do Norte.
Seu nome vem do grego "skelos", que significa "extremidade e "saurus", que significa "lagarto". Logo, "Lagarto de Extremidade".
Foi um herbívoro quadrúpede encouraçado, que media 4 metros de comprimento. Richard Owen descreveu a espécie em 1859. Apenas uma espécie é atualmente válida: Scelidosaurus Harrisonii.
O Celidossauro é relativamente pequeno, em comparação com outros dinossauros. Pensa-se que o Celidossauro se apoiava nas patas traseiras para comer folhas de plantas mais altas, mas suas patas dianteiras eram grandes como as traseiras, indicando que era um dinossauro quadrúpede.
Foi em 1858, quando James Harrison de Charmouth, Inglaterra, escavava os penhascos de Black Ven, em busca de material para produção de cimento, encontrou alguns fósseis de Celidossauros. Enviou-os a Richard Owen, professor do Museu de História Natural de Londres. Com a ajuda de outras partes posteriormente encontradas no mesmo local, revelou-se o esqueleto completo da espécie, que foi nomeada por Richard Owen.

Fonte:
Wikipedia

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Brachiceratops


O Brachiceratops foi descoberto em 1913, pertence à família dos Ceratopsídeos e viveu no período Cretáceo superior. Foi descrito em 1914, por Gilmore. Em Alberta, no Canadá, e em Montana, nos EUA, foram encontrados pelo menos cinco esqueletos dessa espécie, mas todos pertencentes á crias. Calcula-se que os adultos meçam o mesmo que um carro.
Seu rosto e chifres eram pequenos. Eram quadrúpedes herbívoros, com patas que possuíam 5 dedos.
Media aproximadamente 4 metros de comprimento, 1,5 metro de altura e pesava 800 quilogramas. Era parente próximo de dinossauros como: Avaceratops, Centrosaurus, Monoclonius, Styracosaurus, e Pachyrhinosaurus.

Fonte:
Wikipedia
HowStuffWorks

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Três mil pegadas descobertas na China



Paleontólogos chineses encontraram mais de três mil pegadas de dinossauros, todas indo à mesma direção. As marcas foram encontradas em Shandong, leste da China.
As pegadas têm entre 10cm e 1 metro, pertencentes à muitas espécies, como o famoso Tiranossauro, o Hadrossauro e Celurossauro.
Provavelmente, as pegadas foram causadas por migração (improvável), ou uma tentativa de escapar de predadores.

Fonte:

Imagem:
Guarabira.jex.com.br

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Alectrossauro



O Alectrossauro foi um dinossauro que viveu no final do período Cretácio, e pertencia à família dos Tiranossauros. Viveu há aproximadamente 70 a 75 milhões de anos, no Campaniano e Mastrichtiano, onde hoje é a Ásia Central. O Alectrossauro era um carnívoro bípede com uma forma de corpo muito parecida com a de seu parente mais próximo, o Tiranossauro, apesar de ser muito mais pequeno, medindo 6 metros de comprimento e 3 metros de altura, pesando aproximadamente 500 kg. O nome "Alectrossauro", vem do grego "lagarto solitário". No momento de sua descoberta, era diferente de qualquer outro carnívoro asiático conhecido.
Sua primeira descoberta foi de um membro traseiro, descoberto na Formação Iren Dabasu, na região da Mongólia. A idade geológica desta formação não é clara. Estima-se que data-se de há aproximadamente 83 a 74 milhões de anos, no Cretáceo Superior.
Alguns paleontólogos consideram o Alectrossauros como uma espécie de Albertossauro (espécie que viveu na América do Norte, no final do período Cretáceo).

Fontes:

Imagem: